(11) 2076 9800 [email protected]

Como funciona a logística reversa para material de merchandising? 

Falar sobre processos e práticas corretas de logística é algo bastante comum internet afora. Em qualquer blog você encontra os benefícios de executar corretamente as ações de logística, do fabricante até o ponto de venda, impactando ao cliente final. Mas o que muita gente esquece de falar é sobre o caminho contrário – de quando os produtos e materiais precisam voltar nas etapas desse processo. É por isso que no nosso post de hoje, vamos abordar a logística reversa e a sua importância para as empresas.

Quando falamos em ações de merchandising dentro do trade marketing, visualizamos uma grande estrutura planejada e executada para dar visibilidade a um produto. Para que essa ação seja bem sucedida do início ao fim, muita logística é necessária, inclusive a reversa. E é disso que vamos falar agora.

Descubra neste artigo os segredos da logística reversa, os riscos das empresas ao não executá-la e dicas para as melhores práticas desse processo. Venha com a Viena Log desvendar a melhor forma de empregar a logística reversa ideal para seu material de merchandising!

O que é a logística reversa?

A logística reversa tem a ver com tudo o que está relacionado à reutilização de produtos e materiais. Ela é o processo de planejar, implementar e controlar o fluxo eficiente e econômico de matérias-primas, estoque em processo, produtos acabados e demais informações que vão do ponto de consumo até o ponto de origem – incluídos aí todos os materiais de merchandising de uma campanha. O objetivo desse processo todo é a recaptura de valor ou disposição correta dos produtos.

Mais precisamente, a logística reversa transporta e move bens de seu destino final para alguma etapa anterior da cadeia, com o propósito de ganhar novamente valor, como a reutilização em uma nova campanha, por exemplo, ou então para dar um descarte adequado ao material. As atividades de remanufatura e recondicionamento também podem ser incluídas na definição de logística reversa.

Qualquer processo ou gerenciamento que aconteça após a venda do produto envolve logística reversa. Um bom exemplo disso é quando um produto vendido estiver com defeito, o que faz com que o cliente o devolva. A empresa de fabricação precisa então organizar o envio do produto defeituoso, testando o produto, desmontando, consertando, reciclando ou descartando o mesmo. O produto viaja em sentido inverso pela cadeia de fornecimento, a fim de resolver de alguma forma a questão do produto defeituoso. A logística envolvida nesses assuntos é justamente a logística reversa.

Logística reversa para ações de merchandising

O exemplo citado acima é possivelmente o mais popular para explicar a logística reversa. Na prática e na realidade do marketing logístico, porém, esse processo também tem grande importância.

A mesma situação do produto defeituoso acontece em ações de merchandising e campanhas direto no ponto de venda. O processo natural desse tipo de estratégia de marketing envolve um grande planejamento, seguido por um processo elaborado de logística, que passa pelo manuseio de produtos, dos kits promocionais, seu transporte e a montagem no ponto de venda. Quando a ação termina, porém, o trabalho continua.

Quem desmonta a estrutura da ação de marketing? O que é feito com os materiais utilizados? Qual é a forma correta de descartar o que foi usado? É possível reutilizar, revender ou reciclar os itens? É por isso que a logística reversa no merchandising tem seu lugar nessa discussão.

A logística reversa para ações de merchandising é o conjunto de ações que atua logo ao fim da campanha. Afinal, as peças, materiais e resíduos utilizados no trade marketing e que foram dispostos no PDV não podem continuar por lá, certo?

Tudo precisa ser descartado, reaproveitado ou devolvido da forma correta para a indústria, que é a idealizadora da ação. Portanto, ao fim de cada ação, uma nova série de tarefas é necessária para finalizar o trabalho definitivamente. A logística reversa, pensada para o merchandising e trade marketing, age exatamente dessa forma.

Que tipo de empresa pode utilizar da logística reversa?

Vamos direto ao ponto para responder essa pergunta: toda empresa que se preocupa com processos logísticos deverá, em algum momento, pensar também no caminho reverso.

As empresas de bens de consumo e demais negócios que dispõem produtos em pontos de venda tradicionais são o exemplo clássico. Agências de marketing promocional e voltadas para ativação de produtos também. Além dessas, resumidamente, qualquer organização com o objetivo de realizar campanhas de merchandising pode se beneficiar dessa ideia.

A propósito, a adoção da logística reversa não é apenas uma vantagem competitiva – ela também evita uma série de problemas. Veja algumas situações que a logística reversa ajuda a reverter ou evitar:

Imagem negativa da empresa para os consumidores

Faça um exercício de imaginação e pense em uma campanha de trade marketing da sua empresa onde tudo foi montado e executado perfeitamente. Os consumidores interagiram com a marca, tiveram a chance de ser impactados pelos produtos e muitos deles se tornaram clientes.

Mas, no fim de tudo isso, os materiais da campanha foram descartados de forma irresponsável. As peças, embalagens e resíduos foram parar em locais impróprios, como no rio que passa logo atrás do seu varejista parceiro, e os mesmos consumidores notaram esse descarte indevido.

A sua marca exposta dessa maneira acarreta em uma imagem negativa na mente desse consumidor. O impacto disso é negativo por vários motivos. O consumidor que encara essa situação cria instantaneamente uma imagem negativa da marca, que será levada em conta em uma compra futura ou na hora de indicar ou não os produtos da empresa para alguém. Assim, facilmente a campanha de marketing pode ter sido bem sucedida mas ainda ir por água abaixo na hora de medir os resultados.

Sem falar numa possível multa por questões ambientais, que é o item descrito abaixo.

Multas e problemas ambientais diversos

O descarte direto de materiais sempre foi uma questão importante dentro da logística. Mais recentemente, o assunto parece ter tomado proporções maiores enquanto acompanha a preocupação crescente da sociedade e dos consumidores com a responsabilidade ambiental.

Com leis relacionadas às questões ambientais muito mais rígidas, cada vez mais as empresas e indústrias brasileiras se vêem na obrigação de desenvolver projetos específicos dentro da logística reversa para agir corretamente. A lei 12.305/2010, por exemplo, já obriga os fabricantes e distribuidores a recolher as embalagens usadas. Quem a contraria pode encarar as devidas penalidades legais – situação facilmente evitada quando existe um processo responsável e bem estabelecido de logística reversa.

Hoje em dia já não basta reaproveitar e remover os refugos do processo de produção, é preciso pensar o impacto ambiental e garantir que ele será minimizado por processos de logística reversa. Lembre-se sempre, por isso, que o fabricante é responsável por todas as etapas até o fim da vida útil do produto – e isso inclui os materiais de merchandising. É por isso que a logística reversa está cada vez mais presente nas operações das empresas e o marketing precisa saber disso.

Empresas que têm preocupação em se modernizar e se adequar às demandas do mercado já dão sinais de perceber a importância da empregar a logística reversa nesse sentido. Fabricantes de bebidas, por exemplo, já são conhecidos por ações simples, mas de peso, como o gerenciamento do retorno de garrafas desde os pontos de venda até os centros de distribuição.

Ao executar ou contratar responsáveis pela logística das suas ações de marketing, aposte em soluções confiáveis para evitar os vários prejuízos que erros podem trazer. Tenha em mente que o descarte indevido pode não só causar impacto negativo no meio ambiente, mas também ser percebido de forma negativa pelos consumidores e parceiros.

Atritos com varejistas e responsáveis pelo ponto de venda

Uma ação de merchandising no ponto de venda requer a construção de uma boa relação entre o fabricante ou distribuidor dos produtos e o varejista que os expõe em seu espaço.

Também por esse motivo, é essencial que uma empresa profissional faça o processo de logística reversa, devolvendo o material para a empresa ou dando o devido descarte aos materiais que não serão mais utilizados. Essa função não é do seu cliente intermediário.

Após cada ação de merchandising, itens coletados com atraso, esquecidos no PDV ou descartados de forma irresponsável podem significar grandes transtornos para o varejista, especialmente quando falamos de itens maiores, como displays de gôndola ou equipamentos de exposição.

Do lado do fabricante, distribuidor e mais especialmente dos departamentos de marketing e trade marketing, o impacto dessa imagem negativa também é grande. A reputação da empresa anunciante pode ficar manchada com parceiros importantes do varejo e prejudicar a possibilidade de campanhas de sucesso no futuro.

Consumidor final insatisfeito

Em linha com os itens anteriores, é sempre bom falarmos da importância da satisfação do consumidor.

Clientes satisfeitos voltam a comprar, indicam a marca para outras pessoas e podem se tornar até mesmo fãs de uma empresa. E tudo que esse relacionamento proporciona geralmente começa em uma ação de marketing efetiva de verdade. Por isso, cuidados com tudo que envolve o merchandising sempre podem afetar positivamente a satisfação do cliente final.

Essa questão pode parecer não ter relação alguma com a logística reversa, é verdade. Mas quando esses processos mais internos, que funcionam nos bastidores, estão bem “azeitados”, quem faz parte desse mesmo processo trabalha de forma mais satisfeita e acaba olhando para a sua empresa com outros olhos. Falamos aqui do varejista, dos seus promotores de venda, da agência de marketing promocional e até mesmo da sua equipe interna – todos ficam mais motivados. E com os envolvidos satisfeitos, a probabilidade de encantamento do consumidor final, que é quem puxa a cadeia toda, acaba sendo muito maior.

Quem deve executar a logística reversa nas empresas?

Muitos gestores tendem a resistir à terceirização de alguns pontos nas suas estratégias, mas quando falamos em logística, é fácil explicar porque essa opção pode ser a melhor. Ao invés de tentar levantar uma estrutura de logística dentro da sua empresa, considerar entregar essa função nas mãos de profissionais pode ser uma ótima saída.

Logística geralmente envolve muito trabalho e dedicação de equipes inteiras. Assim, uma empresa que quer realizar sozinha os processos de logística pode cair na armadilha de tentar estruturar uma área do zero e encontrar inúmeros obstáculos pelo caminho.

Entendendo que a terceirização é uma boa ideia nesse caso, como contratar um bom fornecedor para realizar sua logística reversa?

Em primeiro lugar certifique-se de prospectar empresas com a devida expertise em logística reversa e em todas as suas particularidades. Conheça os potenciais fornecedores e investigue sua história, soluções que oferecem e até mesmo os clientes que a empresa atende ou já atendeu.

Trabalhar com logística reversa, como falamos ao longo do texto, requer uma série de cuidados, seguindo as normas específicas desse processo. Pensando nisso, antes de contratar qualquer empresa, certifique-se de que ela consegue atender não só às regras e normas da logística reversa em geral, mas qualquer especificidade que os seus produtos exijam, tanto em questão de transporte quanto de manuseio e descarte.

Outro ponto fundamental ao contratar um parceiro de logística é ter a garantia de que a empresa contratada consegue atender geograficamente à sua demanda. Quem estiver em cidades de menor porte ou fora de grandes vias de circulação precisa encontrar um fornecedor que consiga chegar tranquilamente aos destinos mais inóspitos, trabalhando com maior abrangência de território. O mesmo serve, é claro, para a indústria que veicula campanhas em muitos locais simultaneamente ou que trabalha com prazos mais apertados. Converse logo com seu futuro fornecedor para entender se o nível de abrangência está de acordo com a sua necessidade.

Por isso, busque terceirizar com uma empresa de logística como a Viena Log, que oferece todos os serviços necessários para uma estratégia de logística reversa completa. Ressaltando a importância dessas ações para a finalização correta das campanhas de merchandising, nada mais indicado do que recorrer a profissionais que vão garantir o sucesso dessa etapa crucial da logística.

Empresas como a Viena Log, que centralizam diversas soluções de logística, são uma ótima maneira de implementar o processo de forma completa, eficaz e extremamente ágil no seu negócio – perfeito para garantir a eficácia das suas ações de merchandising mesmo depois de que elas terminam no ponto de venda.

Logística reversa para material de merchandising: como funciona com a Viena Log

A Viena Log é uma empresa dedicada a serviços logísticos situada em Guarulhos. Sua localização está baseada em um ponto importante, próximo ao aeroporto internacional e às principais rodovias nacionais.

A Viena Log também se destaca como uma empresa antenada nas mais modernas técnicas de inteligência em operação logística. O grande propósito que os negócios da Viena Log oferecem é baseado em excelência e inovação aos processos para simplificar a vida dos seus clientes e promover o sucesso.

Diferenciais da Viena Log: por que contratar?

A Viena Log não se posiciona apenas como uma empresa sólida no mercado e que oferece as soluções seu negócio precisa. A fim de entregar um processo de logística realmente eficaz, ágil e totalmente seguro, a empresa se assegura de fornecer diferenciais em relação aos seus concorrentes do mercado.

Para garantir vantagens competitivas reais para seus clientes, a Viena Log baseia seus diferenciais em três pilares distintos. Veja como os diferenciais da Viena Log podem transformar sua experiência de logística promocional:

Equipe qualificada e excelência no atendimento

A Viena Log tem o compromisso de garantir o mais alto nível de competência, eficiência, qualidade e garantia em tudo que faz. Por isso, a Viena Log investe na qualificação permanente de seus colaboradores, contando com uma equipe altamente qualificada e com vasta experiência em logística. Dessa forma, o time que a Viena Log disponibiliza para atender às suas demandas está sempre pronto  atender e dar o suporte necessário para todos os clientes.

Relação de confiança e transparência

Transparência com o cliente é essencial para criar uma relação de confiança de verdade entre as duas partes envolvidas.

Tendo isso como premissa, os clientes Viena Log sabem, desde o início, exatamente quais serão os serviços prestados, de forma detalhada, simples e fácil de entender. Buscamos sempre encontrar formas de tornar a operação mais econômica, ágil e qualificada, a fim de garantir um feedback positivo por parte do cliente.

Abrangência nacional

A Viena Log garante ainda o mais amplo alcance logístico para seus clientes, com bases de apoio em todas as capitais do Brasil. É assim que tornamos possível atender de ponta a ponta todo o território nacional, sempre buscando soluções ideais para atender as necessidades dos nossos clientes e parceiros.

Contando com esses diferenciais, a Viena Log consegue promover soluções de logística promocional para até mesmo as maiores empresas do Brasil, como Ambev Phillip Morris. Somamos isso a uma empresa com mais de 20 anos de atuação no mercado e a qualidade está garantida em todos os nossos projetos.

Agora que já sabe como a Viena Log pode te ajudar, o próximo passo é marcarmos uma conversa para viabilizar nosso trabalho juntos. Entre em contato com a Viena Log e faça um orçamento com as melhores soluções de logística promocional para sua empresa.